Cachorro sozinho em casa

Cachorro sozinho em casa: dicas para o seu pet ficar bem

Deixar o cachorro sozinho em casa pode gerar estresse pra você e pro seu amigo de quatro patas. Confira neste artigo dicas de como evitar isso.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sumário

Ao que tudo indica, estamos aos poucos voltando para nossa rotina normal. Claro que a palavra ‘normal’ aqui tem agora um novo significado, já que as mudanças vindas com a pandemia vão deixar marcar – e algumas serão permanentes. No entanto, nesta volta ao que era antes, estamos aos poucos saindo mais de casa, levando as crianças para a escola, indo para a faculdade ou ficando boa parte do dia no escritório. Quem sofre com isso são os nossos pets; boa parte deles, aliás, adotada durante a pandemia para alegrar o dia a dia doméstico. Aqui, neste post, vamos dar algumas dicas de como podemos deixar o cachorro sozinho em casa sem que eles causem ou tenham problemas.

.

Cachorro sozinho em casa
Cachorro sozinho em casa: deixar um ambiente estimulante para o cachorro é importante neste momento

.

Cachorro sozinho em casa

.

Para deixar seu cachorro sozinho sem ter problemas, você precisa pensar no bem-estar dele. Se ele late, uiva, chora ou rói as coisas é porque algo não está certo. Esses comportamentos indesejados podem representar o sofrimento do pet. Sendo assim, o primeiro passo é identificar o que está errado.

Separamos os problemas mais comuns e, depois, daremos algumas dicas para melhorar a rotina do pet e fazer com que ele fique sozinho sem sofrimento.

.

  • Poucos passeios por dia
  • Passeios muito curtos e rápidos
  • Falta de brincadeiras dentro de casa
  • Muitas horas sozinho
  • Falta de tempo do tutor
  • Poucos brinquedos ou brinquedos desinteressantes
  • Pouca atividade física
  • Você identificou alguma das situações? Ajudaremos você a resolver!

.

O segredo neste caso é manter o cão entretido e deixar que ele aos poucos entenda que a ausência de pessoas em casa é normal. Por mais que acreditemos que os animais são irracionais, eles são capazes de entender muito mais o mundo ao redor do que podemos imaginar. Por exemplo, ao nos ver arrumando malas e saindo pela porta carregando a bagagem, ele compreende que aquilo significa que iremos viajar e pode apresentar alterações importantes de comportamento.

.

Cachorro sozinho em casa
Cachorro sozinho em casa: quando não sei estimulados, os cachorros tendem a sentir tédio e solidão

.

As medidas para evitar os problemas como casa bagunçada, sujeira espalhada e móveis destruídos são simples.

.

Recompensa antes de sair

A nossa atitude quando vamos sair de casa sem o cachorro deve ser completamente diferente que quando vamos levá-lo para passear. No segundo caso, para que ele não fique muito excitado, precisamos agir com calma, deixá-lo com a coleira um bom tempo antes de abrir a porta para rua etc. Em outras palavras, precisamos deixar a experiência de sair com o animal bem chata para ele. Isso porque, uma vez na rua, ele já vai se divertir bastante.

.

Cachorro sozinho em casa
Cachorro sozinho em casa: oferecer biscoitos ou brinquedos pode ser uma opção para deixar o cachorro estimulado

.

Já quando estamos saindo para o trabalho ou em qualquer outra situação em que não vamos levar o cachorro, precisamos fazer com que ele entenda que aquela é uma situação positiva. Isso é possível dando petiscos, atenção e carinho para ele pouco antes de ir embora. No melhor dos mundos, podemos sair com os cães pouco antes de irmos trabalhar. Assim, ele vai associar estes momentos prazerosos à nossa breve ausência posterior.

.

Caça ao tesouro

É normal que o animal fique boa parte do tempo em que está sozinho dormindo. Haverá momentos, no entanto, em que ele ficará acordando e com bastante energia. Para isso, o ideal é que haja petiscos espalhados pela casa, em locais de difícil acesso, onde ele possa gastar essa energia tentando alcançá-los. Existem alguns tipos de brinquedos especiais para este tipo de atividade. Normalmente são em formatos de bola, com um pequeno orifício que libera os petiscos conforme o cachorro brinca.  

.

Cachorro sozinho em casa
Cachorro sozinho em casa: quanto mais enriquecer o ambiente de brincadeiras, melhor o cachorro vai ficar

.

Cuidado com objetos e plantas

Quando saímos de casa, é recomendável deixar fora do alcance do cachorro coisas como vasos de plantas, almofadas ou qualquer coisa que ele possa se sentir tentado a mastigar. Assim, evitamos que eles sofram com engasgos ou indigestão. Quando sozinhos em casa, os animais tendem a procurar distração comendo plantas, roendo coisas de plásticos (controles remotos são um exemplo clássico) ou rasgando objetos macios, como almofadas, travesseiros e pelúcias.

Para evitar esta situação, o melhor é investir em brinquedos resistentes, ou seja, que não podem ser despedaçados facilmente e os quais o animal pode passar o dia mastigando sem risco para sua saúde.  

.

Cachorro sozinho em casa
Cachorro sozinho em casa: evitar acesso à objetos que podem ser danificados pelo cachorro

.

Tranquilidade na volta

Quando chegamos em casa, é normal, o cachorro certamente vai fazer uma festa. Contudo, é super importante não estimulemos este momento de euforia com gritos, brincadeiras e outros tipos de festa. Caso fiquemos empolgados demais, o cão ficará o dia inteiro esperando pelo momento em que cheguemos, pois vai associar aquela hora como sendo a de maior prazer no dia.

O ideal é chegarmos discretamente, ignorarmos o animal por uns minutos (por mais difícil que isso seja) e só depois que ele estiver acalmado, começar a interagir.

.

Cachorro sozinho em casa
Cachorro sozinho em casa: enquanto estiver em casa, aproveitei para brincar e gastar a energia do cachorro

.

Resumindo como deixar o cachorro sozinho em casa

Com a volta ao normal depois da pandemia, muitos pets vão começar a ficar sem os donos durante boa parte do dia. Isso pode acarretar mudanças de comportamento e problemas em curto prazo.

Porém, existem algumas dicas que podem ser colocadas em prática para evitar sofrimento tanto nosso quanto do animal.

Recompensa antes de sair: devemos dar comida, carinho e atenção para o cachorro antes de sair. O ideal é ir passear com ele antes de ficar um tempo fora.

Manter o cachorro distraído: Deixar petiscos em lugares onde ele tenha certo esforço para conseguir alcançar. Há brinquedos especiais para isso.

Cuidado com objetos e plantas: deixar fora de alcance do cachorro objetos que ele pode mastigar ou ingerir.

Calma ao entrar em casa: evitar festa e grande entusiasmo quando entrar em casa. O ideal é ignorar o cachorro por alguns minutos e, assim que ele estiver calmo, dar atenção.

Receba nossos conteúdos no seu e-mail. Fique por dentro das novidades da 1M2